Ir para o conteúdo Pular para o menú principal
ANÚNCIO
 

Como organizar a rotina e as aprendizagens no berçário

Portfólio do projeto "Creche: espaço de aprendizagem" elaborado pela educadora Silvia Ulisses de Jesus, uma das vencedoras do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10.

por:
NE
NOVA ESCOLA
A adaptação ao berçário A adaptação ao berçário No projeto 'Creche: Espaço de Aprendizagem', a educadora Silvia Ulisses de Jesus fez um registro de todas as experiências de aprendizagem fundamentais para as crianças no berçário. Ela intercala anotações teóricas a registros práticos sobre o desenvolvimento de cada um dos bebês, em álbuns personalizados. Acima, Silvia destaca o passo a passo para a adaptação dos pequenos. Como Mateus adaptou-se Como Mateus adaptou-se No álbum de Mateus, Silvia destaca a dificuldade dos primeiros momentos do menino no berçário, quando ele chorava e sentia falta da mãe. A educadora observa cada etapa da adaptação do bebê e registra no álbum. As teorias do movimento As teorias do movimento Nesta etapa do registro, Silvia aborda o desenvolvimento da capacidade dos bebês em reconhecer partes do corpo, sustentar-se sentados e depois em pé, até que desenvolvam formas de locomoção, como engatinhar, por exemplo. Aquisição da consciência corporal Aquisição da consciência corporal Quando Mateus chegou ao berçário, mal conseguia sentar-se sozinho. Na observação diária do desenvolvimento do garoto, a educadora percebeu avanços importantes - como aprender a ficar em pé sozinho e arriscar os primeiros passos.  A entrada no mundo da linguagem A entrada no mundo da linguagem Silvia teoriza sobre as diferentes linguagens a que os bebês precisam ter acesso, desde os primeiros meses de vida. Fala do desenvolvimento da oralidade e da linguagem corporal - seja pelos movimentos, imitações, gestos ou sinais emitidos pelos pequenos. Conhecer diferentes linguagens Conhecer diferentes linguagens A educadora observa a capacidade do bebê em sorrir, chorar ou balbuciar quando demanda algo. Ela registra todos os avanços no álbum de Mateus e complementa o portfólio com fotos dos desafios propostos ao menino. Primeiros contatos com a linguagem artística Primeiros contatos com a linguagem artística Desde o primeiro ano, Silvia estimula as crianças para que tenham contato com a linguagem artística. Na foto, Mateus ensaia os primeiros 'desenhos', ao utilizar materiais seguros, em uma superfície plana, sob a orientação da educadora.  O comportamento alimentar de Mateus O comportamento alimentar de Mateus A educadora observa o cotidiano de Mateus no berçário e registra os hábitos alimentares do garoto no álbum. Ela sabe exatamente de quais alimentos o menino gosta e conhece os motivos que fazem com que ele alimente-se bem ou não. Experimentações Experimentações Silvia reuniu os bebês em um grupo, para que todos experimentem diferentes alimentos. Uma boa atividade para divertir e socializar os pequenos. Observe o cuidado com as mamadeiras, individuais e diferentes, para facilitar a identificação.  Hora do banho Hora do banho Além de destacar a importância deste momento de higiene, Silvia aproveita a hora do banho para estimular diferentes sensações nos bebês, como explorar o próprio corpo ou aproveitar o contato com diferentes materiais e superfícies, tornando este momento uma grande e agradável brincadeira. A importância do sono A importância do sono Silvia destaca a importância dos momentos de sono na rotina do berçário. Ela sabe que a hora da soneca, assim como os rituais de ninar, variam entre os bebês. A educadora conhece bem cada um dos 12 bebês de quem cuida, No caso de Mateus, ela registra a necessidade de embalá-lo no carrinho para que ele durma bem. Soninho bom... Soninho bom... Acima, Mateus dorme no berço. Manter objetos com significados especiais para o bebê, como a chupeta ou uma cobertinha, ajuda a garantir um sono tranquilo para os pequenos. Tapete de sensações Tapete de sensações Silvia confeccionou um grande painel de sensações afixado na parede do berçário. Cada elemento do 'tapete' acima possui uma textura diferente e alguns até emitem sons quando tocados. O objetivo é que os bebês entrem em contato com diferentes sensações. Um estímulo aos sentidos. Caixa de sensações Caixa de sensações Esta é uma das caixas de sensações das crianças da creche. Dentro dela são guardados objetos de estímulo aos diferentes sentidos, como chocalhos, bonecos, sachês e móbiles, confeccionados pela educadora junto das crianças - uma boa atividade para fazer com que os pequenos tenham contato com a linguagem artística e visual. Chocalhos Chocalhos Garrafas pet em miniatura servem como suporte para a confecção de chocalhos. Em um deles, Silvia colocou areia e no outro, grãos de milho. As garrafas foram bem sedadas, para evitar acidentes, e decoradas com tinta colorida, com a ajuda das crianças. Móbile Móbile Utilizando um CD antigo, Silvia propôs a criação de um móbile individual, com a foto de cada criança. Acima, o móbile de Mateus. Cheirinhos Cheirinhos O olfato é outro sentido que precisa ser amplamente explorado desde o berçário. Por isso, a educadora confeccionou dois sachês - um com cravos e outro com canela. Ambos foram embalados em pedaços de tule e bem amarrados com fitas de cetim, para evitar que as crianças levassem à boca as partes pequenas.

CONHEÇA O PLANEJAMENTO DO PROJETO SENSAÇÕES

Elaborado pela educadora Silvia Ulisses para organizar as experiências de aprendizagem das crianças do berçário.

Eixo de Aprendizagem: Artes Plásticas

Eixo de Aprendizagem: Movimento

ANÚNCIO
LEIA MAIS